Layout clássico sempre

Aos nove anos, um dos meus passatempos favoritos era assistir a As Meninas Superpoderosas na televisão. Se me perguntassem naquela época, eu não saberia exatamente o motivo principal, já que não parava muito para pensar a respeito. Talvez indicasse as fofas personagens, a história, as cores e a ideia fixa de que tudo ficaria bem no final, porque mais uma vez o mundo seria salvo por elas. Pensando bem, era isso mesmo… Só que tinha mais por trás.

Continue lendo “Layout clássico sempre”

Pensando alto, bem alto

   Quando eu tinha uns três ou quatro anos, minha mãe me levou pela primeira vez a um parque de diversões. Não era lá um grande parque, mas supõe-se que as crianças têm essa vantagem de ser imaginativas e de se contentar com bobagens. Na verdade, as adultas também. Vira e mexe vejo amiga contando que conheceu um cara ótimo, que esperou um táxi com ela na rua e até mandou mensagem no dia seguinte.

Continue lendo “Pensando alto, bem alto”

Amo esta música


Música Philip Philip HOME
Nesta propaganda é cantada pela cantora Ana K.