Essa alma necessita de ilusão

Foi tanta coisa que eu nem sei mais por onde começar. Vamos assim mesmo. Teve toda o nervosismo e a ansiedade que permeiam um aniversário. Meu aniversário. Teve o “não vou fazer nada não é uma data especial” e de repente eu estava reservando um lugar só pra mim e meus mais de 60 convidados. E foi mó galera. Aliás, um lugar não: o lugar.  Teve um final de semana gostoso com direito a rodízio japonês vegano, visita da melhor amiga que não via há mais de ano, brunch delícia, feira de coisas bonitas e amor e pessoas do amor. Depois teve o aniversário do mozão com cerveja boa e poucos e bons.

Continue lendo “Essa alma necessita de ilusão”

Todas as canções de amor

O mito da beleza simplesmente assumiu as funções da “religião” da domesticidade indicada por Friedan. Os termos mudaram, mas o efeito é o mesmo. Referindo-se à cultura feminina dos anos ’50, Friedan lamentou não haver “nenhuma outra forma de uma mulher ser uma heroína” a não ser “não parando de ter filhos”. Hoje em dia, uma heroína não pode “parar de ser linda”.

Continue lendo “Todas as canções de amor”

A cinebiografia do Freddie Mercury

Como não amar este filme? Eu quase não pisquei o filme todo. E super recomendo.

Especialmente aos que são fãs da banda e das músicas. E quem não é fã ainda? Tem tempo de reverter esta situação.

Como não amar este filme? Eu quase não pisquei o filme todo. E super recomendo. Especialmente aos que são fãs da banda e das músicas. E quem não é fã ainda? Tem tempo de reverter esta situação.

Continue lendo “A cinebiografia do Freddie Mercury”